Porque contratar um arquiteto

Além das razões mais óbvias, que também serão enumeradas neste pequeno texto, há outras razões invisíveis muito mais importantes.

Algumas destas novas razões talvez não sejam tão simples de serem compreendidas por todos, mas certamente com um pouco de experiência de vida e bom senso, e algum conhecimento sobre a diferença entre preço e valor, chega-se a uma concordância plena.

O mais evidente é que não é inteligente iniciar uma jornada (caríssima em geral, se comparada com outras viagens literais) sem um verdadeiro planejamento. Todo erro de percurso ou mudanças de rota, geram um custo enorme e uma dor de cabeça incomensurável. Se você tem dúvidas sobre isso, pergunte para alguém que fez mais de quatro ambientes sem projeto. Ou mesmo menos.

 

Fazer uma obra pequena sem projeto:

- O construtor e você entram em conflito porque não havia projeto e o combinado acabou ficando vago; Gasta-se mais.

- A prefeitura pode te multar ou dificultar a regularização, que você vai pagar praticamente como um projeto.

- Erros de execução, e fracasso na hora de montar os  móveis, principalmente em locais como cozinha e salas. Mudanças na obra, muito caro...

- Ampliação, as vezes completamente inviável...

 

  

Fazer uma obra grande sem projeto: multiplique os problemas acima por 10 e adicione mais uma lista com 30 itens de dor de cabeça. Nem compensa listar, é loucura fazer isso, todos sabem, mas alguns ainda acreditam que seja economia... Basta dizer que o achismo do pedreiro só em material já consome o que seria o preço do projeto arquitetônico.

 

Sempre uso o exemplo dos veículos e o design, ou dos tênis, roupas. Quanto se gasta de material para a construção de um Gol? E quanto se gasta, de verdade, para se fazer um Toro!? Em termos de obra, seria comparável aos tijolos e concretos, acabamentos semelhantes, mas com projeto diferente. E quanto custa a revenda destes carros, devido ao diferencial de design? Apesar de a indústria automobilística trabalhar no reverso, eles fazem carros feios mais em conta, de propósito, para forçar as pessoas a adquirirem os mais caros por pura opção de design - a construção civil não é assim. Na arquitetura, são as pessoas que as vezes optam por economizar 5% do custo da obra em projeto para reduzir o valor desta em mais de 30%... e gastar mais de 20% com erros e imprevistos de obra não planejada, e passar uma vida desfrutando de um imóvel com qualidade muito inferior.

 

O maior benefício de um projeto não está no material e no lucro financeiro: está na vida que ele proporcionará. O nível de prazer e estado emocional desencadeiam qualidade de vida, mais saúde consequentemente. Mais longevidade, portanto.

 

A mente leve e bem resolvida, em geral corresponde também ao espaço vivido (veja o texto sobre este assunto neste site). A construção da psique, das emoções, da autoestima, muito está relacionada ao histórico que se vive com relação a um ambiente, e relativamente ao contexto também.

 

Não se pode colocar preço na qualidade de vida e no prazer, para o resto da vida ou por longos períodos. Nem na felicidade, na autoimagem aumentada, na sofisticação de uma vida com nível social e cultural maior.

 

Teorias de psicologia, sociais, biológicas, arquitetônicas e artísticas todas convergem para a mesma conclusão: o ambiente influencia a alma. Escolha bem!

 

 

Mas viver num ambiente mal projetado, é em termos psico-sociais, equivalente a viver na idade média sem conhecimento das doenças por serem microscópicas: naquele tempo, acreditava-se que isso era bruxaria e bobagem, superstição, coisa a ser evitada, assunto absurdo. Hoje, diversas abordagens convergem para a verdade prática, que eleva a importância do ambiente bem construído, salubre, que comunica melhor e informa, e significa algo mais que apenas paredes empilhadas e emparelhadas desarmoniosamente.

 

A ciência prova que a harmonia cura e a desarmonia causa doenças, vide música e ciclos circadianos...

 

É bem verdade que alguns arquitetos, que talvez não merecessem esse título, se preocupam apenas com a casca, com a pintura, não entendendo nada de estruturalismo social e menos ainda de estrutura estática das construções, investimento, retorno imobiliário, etc. Contrate um profissional completo, e então poderá ter certeza de que é o melhor investimento que fez na obra toda!

 

Comece bem, e certo, e com o pé direito, economize muito investindo no começo em algo que te dará gosto ir até o fim e mais além!

 

Chega a situação que dá até dó de vender o imóvel de tão lindo que ficou: queira sentir esse prazer ;)

 

Please reload

Featured Posts

Comprando um terreno

June 1, 2010

1/2
Please reload

Recent Posts
Please reload

Archive
Please reload

Search By Tags